Simuladores para a medicina

O uso de simuladores para prática de cirurgias e exames, como ultrassons e aplicações vem crescendo significantemente no país, com alguns produtos sendo desenvolvidos dentro do próprio território nacional.
Um boneco de bebê para treinamento de cirurgias para casos de cranioestenose e phantons para treinamento em diversos procedimentos são alguns exemplos desses simuladores.
Além disso são criados BioModelos – réplicas de órgãos de pacientes impressas em 3D – que funcionam como simuladores e possibilitam o estudo e planejamento de cirurgias.

Confira a matéria completa em

http://revistapesquisa.fapesp.br/2016/09/23/simuladores-para-a-medicina/