Paraná “cria” biomodelo de coração feito em 3D

O Paraná já deu o primeiro passo para uso da tecnologia de impressão 3D na área da cardiologia. O primeiro biomodelo cardíaco utilizado no Estado foi feito em Curitiba, por meio de uma uma parceria entre a Quanta Diagnóstico e Terapia, Dapi Diagnóstico Avançado por Imagem e a BioArchitects. “É uma evolução dos métodos de imagem. Nos exames de radiologia, passamos de imagens bidimensionais em filmes para volumes tridimensionais digitais. A impressão 3D é a próxima fronteira”, explica Marcello Zapparoli, cardiologista especialista em tomografia e ressonância cardiovascular da Quanta Diagnóstico e Terapia e do Dapi Diagnóstico Avançado por Imagem.

O biomodelo 3D tem o objetivo de facilitar o diagnóstico e planejamento de cirurgias cardíacas e intervenções cardiovasculares. Ele é impresso a partir de imagens volumétricas adquiridas por tomografia e ressonância magnética do coração ou outro órgão que precise ser tratado. O protótipo será apresentado em um simpósio na Quanta Diagnóstico e Terapia, amanhã.

publicação original disponível em

http://www.bemparana.com.br/noticia/440612/parana-cria-biomodelo-de-coracao-feito-em-3d

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text.